Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Competitividade / Firjan

Olimpíada do Conhecimento recebe empresários de todo o país

Vários projetos engenhosos foram conhecidos por empresários durante o evento

Vários projetos engenhosos foram conhecidos por empresários durante o eventoFoto: Walterson Rosa

04/07/18 09:34  -  Atualizado em  05/07/18 09:09

Em paralelo ao Encontro Nacional da Indústria – ENAI 2018, que começou nesta terça-feira (03/07), em Brasília, ocorre a Olimpíada do Conhecimento, que apresenta alguns dos principais projetos desenvolvido por professores, pesquisadores e alunos do SESI e SENAI. Distribuída pelas dependências do Centro Internacional de Convenções do Brasil (CIBC), os projetos têm atraído a atenção de empresários presentes ao ENAI.

“Este ano, os temas são Cidades Inteligentes e Escola do Futuro. Os projetos que selecionamos para expor mostram nossa expertise nesses assuntos”, afirma Edson Melo, gerente de Educação Profissional do SENAI. Giovanni Lima, gerente de Educação Básica do SESI, ressalta: “Os projetos mostram como o avanço tecnológico da área educacional pode contribuir para reaproximar os estudantes das ciências e da produção de conhecimento”.

 

ic_olimpiada-conhecimento-2_Walterson-Rosa.jpg
Projeto Med Pedal LIvre foi exibido durante o evento | Walterson Rosa


O instrutor do SENAI de São Gonçalo, Paulo Knust, e o aluno Rafael Flausino circularam pelo Espaço Cidade Inteligente com o projeto Mec Pedal Livre – bicicleta adaptada que tem como objetivo facilitar a locomoção de crianças portadoras de necessidades especiais. O projeto atraiu olhares de empresários de vários estados do país. Também chamou atenção o projeto Bengala Inteligente, do SENAI de Laranjeiras. O dispositivo para deficientes visuais tem um sensor que identifica obstáculos e informa por vibrações os riscos no trajeto.

Já o ex-aluno do curso de Mecatrônica do SENAI de Resende, Igor Monteiro, 19 anos, apresentou a Luva Tradutora de Libras. O projeto tem como objetivo melhorar a interação entre pessoas com deficiência auditiva e as que desconhecem Libras. O dispositivo é composto por diversos sensores que captam os movimentos da linguagem de sinais e os enviam para um decodificador, que transcreve a mensagem.

Projetos de alunos do SENAI Espaço da Moda (Nova Friburgo) também atraíram atenção, como por exemplo o QR Finder. Vestida pela modelo Gabriela Castro, a calça tem QR Code que auxilia na localização de pacientes com Alzheimer. 

Necessidade de financiamento
Ainda entre os projetos apresentados estava o Game VR NR10, do SENAI Maracanã. Simulador com realidade virtual, ele tem como propósito minimizar os riscos de erros do trabalhador durante a manobra de uma chave seccionadora (chave fusível) em rede de distribuição de energia elétrica de alto risco.

Para Marcello Ramos, presidente do Sindborj (Sindicato das Indústrias de Artefatos de Borrada do Estado do Rio de Janeiro), é necessário financiamento para as empresas investirem nas ideias. “Temos muitos projetos interessantes, que ajudam bastante na indústria. Mas é preciso fazer tudo isso chegar à indústria, mais especificamente ao pequeno e médio empresário, que respondem por 98% da indústria nacional”, comentou.

Por sua vez, o SESI Rio participa da Olimpíada com sua Arena SESI Matemática, apresentando projetos desenvolvidos pelos estudantes, com orientação de professores. Além disso, equipe da unidade São Gonçalo competirá em nível nacional no Desafio de Robótica. Entre os outros trabalhos em exposição, está a Balança de Medição de Gás. Criado por estudantes do SESI Barra Mansa, propõe solução tanto para consumidores quanto para empresas. Pode servir para uso doméstico, ao informar sobre a quantidade de gás dentro dos botijões, ou para auxiliar empresas distribuidoras do produto, no processo de certificação e controle de fraudes.

Confira as fotos

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida