Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Firjan / Qualidade de Vida

Programa Vale SENAI de Inovação Social é encerrado com graduação das equipes

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 18/12/20 12:52  -  Atualizado em  18/12/20 13:53

Após dois meses de intenso trabalho, o Programa Vale SENAI de Inovação Social chega ao seu fim com a graduação de quatro equipes participantes. Nesta quinta-feira (17/12), ocorreu o demoday no qual uma banca avaliadora analisou o desenvolvimento das propostas e selecionou a ideia que mais se destacou em todo o processo.

Lançado em agosto, o programa teve o objetivo de estimular um ambiente favorável para o crescimento de um ecossistema de empreendedorismo e inovação social no estado do Espírito Santo. Desenvolvido pela Vale, Firjan SENAI e Findes, o foco do programa teve como desafios temas ligados à gestão de resíduos sólidos e à segurança ferroviária. Em um Grand Prix de Capacitação em Inovação Social, foram selecionadas equipes para participarem da pré-aceleração.

Os grupos passaram por atividades conduzidas pela Firjan SENAI, que envolveu meio de processos estruturados de pré-aceleração tecnológica, assessoria consultiva, mentorias, capacitação e apoio à inovação, conforme as necessidades apresentadas pelas equipes participantes.

“Executar o programa Vale SENAI de Inovação Social dentro de todo contexto que atualmente vivemos foi um grande desafio para nós. Remodelamos o programa para o formato remoto, pois tudo havia sido pensado e planejado para ser executado presencialmente. Porém, nada disso teria sido possível sem o apoio de todos os atores que participaram do projeto: o time da Vale corporativo e do território do Espírito Santo, por toda parceria e resiliência; e o nosso parceiro Findeslab, por aceitar o desafio de operacionalizar um Grand Prix remoto”, exaltou a coordenadora do Instituto SENAI de Tecnologia Química e Meio Ambiente, Karine Mahon Rossi, responsável pela operacionalização do programa.

O gerente de Sustentabilidade da Vale no Espírito Santo, Luiz Fernando Martins, destaca os avanços do programa. “O programa Vale SENAI de Inovação Social atuou de forma estruturante no estado, envolvendo diversos atores, com um enorme potencial para estimular e desenvolver agentes inovadores, permitindo que o ecossistema de inovação esteja mais preparado e competitivo. Agradecemos em especial às equipes participantes, que foram protagonistas nesse processo, e aos nossos parceiros Firjan SENAI e Findes, pela excelente condução, engajamento e profissionalismo”, reforça Martins.

Ideia vencedora

As equipes apresentaram o que desenvolveram de melhor nestes dois meses de pré-aceleração, durante o demoday. A banca avaliadora que acompanhou os pitches foi composta por Carla Giordano, gerente de Gestão Tecnológica da Firjan; Juliana Binda, especialista de Inovação do Findeslab; Denis Ferrari, fundador e CEO da Azys Inovação; e Bruno Furquim, coordenador de Relação com Comunidades ES e EFVM da Vale. O trabalho selecionado para mentoria foi a equipe Recooperar Residuos.

“Saímos com a certeza de ter alcançado o objetivo principal do programa: colaborar para o desenvolvimento e inovação do território do Espírito Santo, dando a oportunidade de conhecer e pensar em ideias alternativas para os desafios de segurança ferroviária e geração de resíduos sólidos. Estamos muito felizes com todos esses resultados”, acrescentou Carla Giordano, gerente de Gestão Tecnológica da Firjan.

"Quanta satisfação do Findeslab por fazer parte de um projeto com essa alta agregação de valor. O melhor de tudo é perceber que quando um trabalho é bem planejado e executado com responsabilidade não existe outro resultado a se esperar, além de sucesso. Ficou evidente o quanto o time de organização e os participantes foram resilientes ao adaptar as etapas, considerando o atual cenário de pandemia, proporcionando esse desfecho que nos enchem de orgulho”, ressaltou Naiara Galliani, gerente de Inovação do Findeslab.

Conheça a proposta vencedora e o trabalho das quatro equipes pré-aceleradas:

1° Lugar – Equipe Recooperar Resíduos, com a ideia “Recooperar Resíduos”, aplicativo que, por meio de plataforma logística e tecnológica, atua com recolhimento residencial de resíduos e sua correta destinação, incluindo catadores de maneira formal e digna em sua logística.

2° Lugar – Equipe Vixteam SRC, com a ideia “Ferrovia Viva”, aplicativo móvel para permitir interação de organizações com as comunidades de forma dinâmica com o objetivo de engajá-las no combate aos acidentes e vandalismos ferroviários.

3° Lugar – Equipe Autômato, com a ideia “Projeto Autômato”, máquina automática de separação de resíduos recicláveis.

4° Lugar – Equipe Gêmeo Digital, com a ideia “Gêmeo Digital Ferroviário”, réplica em realidade aumentada de um trem para estímulo educacional de comunidades sobre os aspectos da ferrovia..

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida