Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Competitividade

Pensa Rio debate a importância da inovação para o desenvolvimento do estado

Especialistas debateram como estratégias da Nova Economia podem impactar o crescimento do Rio de Janeiro

Especialistas debateram como estratégias da Nova Economia podem impactar o crescimento do Rio de JaneiroFoto: Divulgação

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 18/03/21 16:05  -  Atualizado em  18/03/21 17:11

A nova economia, extremamente revolucionária, digitalizada, que vai passar por uma transição energética, é um dos eixos apontados por José Luiz Alquéres, presidente do Conselho Estratégico da Casa Firjan, para mudar o Rio. A importância da inovação para o desenvolvimento do estado foi o tema debatido no Pensa Rio, promovido pela Casa Firjan. “Se o Rio abrigar pessoas que desenvolvam atividades criativas será aquilo que nós sonhamos’, acredita Alquéres, curador do evento, para quem o mais importante são as cabeças das pessoas. 

No encontro on-line, André Clark, general manager da Siemens Energy Brasil, destacou que o Rio tem centros de pesquisa e ambiente singular para atrair talentos. “O Rio pode ser o centro global da transição energética do planeta. O que ocorre aqui o mundo enxerga”.

Já a superintendente de Tecnologia da Informação do Itaú Unibanco, Carla Moraes, ressalta que é importante criar uma cultura que favoreça as inovações nas empresas. “A cultura de inovação passa pela inclusão da diversidade. É preciso provocar mais discussões. São conflitos bons que trazem as melhores ideias”.

A interação entre os diferentes agentes também é defendida por José Alberto Aranha, membro do Conselho Estratégico da Casa Firjan. “Estamos numa transformação digital grande que nos leva a ver que o produto será o próprio conhecimento”. A cidade vai estar impactada pelas novas tecnologias. Para isso, é preciso mudar o sentimento do ser humano. “Éramos como robôs. Agora a gente precisa ser criativo para competir com a máquina”. 

As desigualdades sociais também foram tema do debate. Como falar de um mundo com tanta tecnologia, em que durante a pandemia muitos usam a internet para trabalhar em casa, quando 30% da população do estado não têm nem rede de esgoto?, perguntou Alquéres. Ele cobrou que o estado encare medidas eficazes de redução das desigualdades sociais para criar essa cultura em direção à qualidade de vida.

A série Pensa Rio acontece às quartas-feiras, às 11h30, no canal da Firjan no YouTube.

Assista aqui ao debate de 17/03

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida