Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Economia do Rio / Competitividade/ Firjan

Inovação na indústria automotiva é tema de debate em Resende

Empresários e executivos visitam oficinas dos cursos da área automotiva na Firjan SENAI Resende

Empresários e executivos visitam oficinas dos cursos da área automotiva na Firjan SENAI ResendeFoto: Leandro Eiro

07/10/19 14:33  -  Atualizado em  08/10/19 17:28

A inovação tecnológica do setor automotivo no Estado do Rio de Janeiro foi o tema central das discussões do Workshop “Rota 2030 - Projetos e Programas Prioritários”, nesta segunda-feira (07/10), na Firjan SENAI Resende, onde estiveram reunidos representantes das montadoras e das indústrias dessa cadeia produtiva, de instituições de pesquisa e do poder público. A previsão é que o Programa Rota 2030, que reverte pagamento de imposto em crédito para investimento em inovação, deve aportar até R$ 1 bilhão para pesquisa e desenvolvimento do setor em todo o país até 2023.

“Esse projeto visa o aumento da competitividade do Brasil através do incremento do setor automotivo. O governo já deu o primeiro passo. Já existem recursos para ocorrer este desenvolvimento. Precisamos agora atuar em conjunto para buscar a competitividade, gerando mais progresso para o Sul Fluminense”, afirmou Antônio Carlos Vilela, presidente da Firjan Sul Fluminense, durante a abertura do evento.

João Mattosinho, diretor de operações da Jaguar Land Rover e presidente do Cluster Automotivo Sul Fluminense, destaca que o Brasil possui uma capacidade instalada de 5 milhões de veículos por ano. “Atualmente estamos aquém desse índice, atingindo quase 3 milhões. Perdemos posição no cenário mundial nos últimos três anos. Com a economia reagindo, a indústria vai acompanhar esse movimento”, aponta.

Para aderir ao programa é necessário que a empresa faça parceria para desenvolvimento tecnológico com alguma instituição credenciada pelo governo federal, como as unidades da Firjan SENAI e dos Institutos SENAI de Tecnologia, como o de Automação e Simulação, no Rio de Janeiro.

Carlos Magno Lucas do Nascimento, gerente geral de Negócios da Firjan SENAI SESI, destaca que o SENAI possui uma rede de mais de 25 institutos de inovação no Brasil, de padrão internacional. “Essa rede tem todas as condições de atender as necessidades da cadeia automotiva em termos de desenvolvimento para a maior competitividade. E nossa área Firjan SENAI SESI de captação de recursos vai prestar todo apoio no direcionamento do recurso financeiro para o melhor projeto”, explicou.

No território fluminense, a Firjan SENAI irá coordenar o programa “Alavancagem de Alianças para o Setor Automotivo”. A proposta prevê uma metodologia baseada no desenvolvimento de competências com capacitação de gestores em conceitos para produtividade dentro dos noivos cenários de indústria 4.0 e revolução digital. No dia 24/09, a equipe da Gerência Geral de Negócios (GGN) da Firjan SENAI SESI promoveu um diagnóstico participativo dos desafios comuns junto a representantes do Cluster para a identificação de oportunidades do Programa.

O evento desta segunda-feira reuniu mais de 20 executivos e representantes das empresas montadoras e sistemistas (que atuam na fabricação de equipamentos, peças e outros insumos para a mesma cadeia).

Também participaram representantes do SENAI Nacional, da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa, da Universidade Federal de Minas Gerais (Fundep).

Fale com a equipe Firjan.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida