Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Firjan

Firjan e Holanda firmam acordo para auxiliar empresas na implementação de negócios circulares

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 07/02/20 15:47  -  Atualizado em  20/07/20 11:41

A Firjan e a CIRCO, organização holandesa fomentada pelo Ministério da Infraestrutura da Holanda, assinaram, em 06/02, Acordo de Cooperação Técnica para desenvolver, no Brasil, o projeto de Design Circular de Produto. Misto de capacitação e consultoria, o projeto propõe a imersão de profissionais de indústrias de todos os portes nas chamadas Trilhas, que os auxiliam a implementar soluções de economia circular em seus negócios. A parceria foi celebrada na Casa Firjan.

“Temos trabalhado o conceito de economia circular desde 2015. Nossa meta é zerar desperdícios e levar ganhos ambientais e econômicos para nosso estado. Essa é a importância desse acordo. Com a metodologia da CIRCO, oferecida na Casa, poderemos auxiliar as empresas a utilizar a economia circular nos seus modelos de negócio, aumentando a sua competividade”, destacou Carlos Mariani Bittencourt, vice-presidente da Firjan.

Marcel de Vink, diretor geral para Américas do Ministério de Relações Exteriores da Holanda, destacou a importância da Casa Firjan como local de congruência entre passado e futuro. “É significativo que o acordo seja celebrado aqui nesse espaço. O Brasil é um país muito importante para nós e acreditamos que ele está bem posicionado no processo de transição energética, do qual a economia circular faz parte. Nosso desejo é que esse seja o início de muitas parcerias que virão no futuro”.

Via Skype, Pieter Van Os, cofundador da CIRCO, ressaltou o trabalho realizado com a Firjan durante 2019, quando um piloto do projeto foi rodado com 25 empresas. “Tivemos muitos encontros com a Firjan e estabelecemos uma rica rede de contatos, o que contribuiu para nosso objetivo de empoderar parceiros locais. A equipe foi muito bem montada e a Holanda também aprendeu muito com as empresas brasileiras. A CIRCO traz a metodologia, mas são as organizações que criam as soluções”, frisou Van Os.

Planos para 2020

A próxima edição da Trilha terá início em março na Casa Firjan. Ao longo de três encontros, grupos de até 10 empresas participam do processo, que gera uma proposta de modelo de negócio circular clara e viável, capacitação dos profissionais, além de um roteiro para implantação prática.

Daniel Pan, líder do Programa Cocriação da Casa Firjan, responsável pela aplicação e desdobramento da parceria na unidade, conta que a meta para 2020 é capacitar mais 40 empresas com as trilhas e 30 profissionais com cursos. “A parceria, além de capacitar as empresas, promove em paralelo a transferência da metodologia e do conhecimento através da capacitação dos ‘Trainers’, os facilitadores da Trilha. Hoje já temos dois ‘Trainers’ e até o fim do ano teremos um total de 10 facilitadores homologados”, acrescenta.

Ricardo Guadagnin, presidente da D&C Móveis Planejados, de Cabo Frio, foi um dos integrantes da Trilha de 2019, com o Projeto Leve + CIRCO, junto com o Estúdio Baobá de design. Com a metodologia da CIRCO, a empresa promoveu a evolução do produto denominado “Leve”. Ao contrário da rigidez da configuração de armários e roupeiros, os móveis leves podem ser customizados e são muito mais funcionais. “Com a capacitação, nos apropriamos do conceito de circularidade e trabalhamos na melhoria dos nossos produtos, tornando-os modulares e acessíveis ao consumidor, que poderá customizá-los, atualizando o estilo de suas peças sem desperdício. Como resultado, reforçamos o conceito de economia circular e melhoramos a forma de comunicar a circularidade do produto”.

Paula Correia, coordenadora de Design 3D da Kenner (Tess Indústria e Comércio, situada na capital), por sua vez, apresentou o projeto Chinelo Redley, produto de baixo custo, alta abrangência no mercado e facilidade de reciclagem. “Nossa ambição é até 2022 coletar e reciclar ao menos 50% de todas as sandálias vendidas, além de aumentar o índice de material regenerado no produto de 15% para 50%”, afirmou.

Carolina Zoccoli, especialista em Meio Ambiente da Firjan, falou sobre o contexto global da economia circular e debateu os pontos facilitadores no Brasil para implementação do modelo. “Cada vez mais falamos em ecoeficiência como oportunidade de negócio. O país também tem políticas públicas de logística reversa muito fortes que podem direcionar as empresas para esse tipo de solução”, observou.

Carolina também destacou a colaboração constante da Firjan Internacional durante todo o trabalho realizado com a organização holandesa. “Tivemos, ao menos, quatro áreas da federação envolvidas no projeto. E a contribuição de todas foi decisiva para que obtivéssemos esse sucesso”.

Como participar

As empresas interessadas em participar da nova edição da Trilha deverão entrar em contato pelo e-mail: casafirjan@firjan.com.br com o assunto “Trilha Design Circular”. Em seguida, passarão por um processo de avaliação e a equipe da Casa Firjan entrará em contato para orientações e alinhamentos.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida