Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Firjan

Empresários de panificação discutem reforma trabalhista

Diógenes Melo destacou a prevalência das negociações coletivas como a principal conquista para o setor produtivo

Diógenes Melo destacou a prevalência das negociações coletivas como a principal conquista para o setor produtivoFoto: Renata Mello

24/05/17 12:33  -  Atualizado em  05/10/17 11:58

A proposta de reforma trabalhista que tramita no Senado Federal foi apresentada pelo Sistema FIRJAN a associados e fornecedores do RIO+PÃO, Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Município do Rio de Janeiro. O palestrante Diógenes Melo, advogado da Federação destacou a prevalência das negociações coletivas como a principal conquista para o setor produtivo.

“O principal ponto da reforma é a valorização da negociação coletiva, que prevalecerá sobre a lei. Mas é importante esclarecer que as propostas não retiram direitos dos trabalhadores”, destacou.

Alguns destes pontos são a possibilidade de acordo individual entre empregado e empregador para banco de horas, a redução da hora de almoço para 30 minutos, a regulamentação do trabalho remoto (home office), a previsão expressa da possibilidade de terceirização de todas as atividades da empresa, incluindo a atividade-fim, e a regulamentação do trabalho intermitente, categoria na qual o trabalhador recebe por valor/hora.

Para Fernanda Hipólito, presidente do RIO+PÃO, a modernização das leis trabalhistas favorece o desenvolvimento econômico do país e a geração de novos postos de trabalho: “A mudança é boa tanto para o empreendedor quanto para o trabalhador. Acredito que a reforma permitirá uma negociação mais direta, evitando trâmites burocráticos”.

ic_rio-pao-associativismo_renata.jpg
Valéria Lobato apresentou a importância do associativismo e os benefícios que o Sistema FIRJAN oferece as empresas | Foto: Renata Mello


Associativismo

Durante o evento, Fernanda destacou as ações do sindicato para fortalecer a indústria de panificação fluminense. “Conseguimos, por exemplo, aproximação com os órgãos de fiscalização, minimizando as punições das empresas associadas. A FIRJAN tem papel primordial nessas conquistas, atuando em parceria conosco na defesa de interesses dos panificadores”, pontuou.

Já Valéria Lobato, especialista de projetos da Gerência de Associativismo do Sistema FIRJAN, apresentou a importância do associativismo e os benefícios que o Sistema FIRJAN oferece as empresas associadas. “Os associados contam com a representatividade empresarial e têm acesso a condições especiais nos serviços do SESI, SENAI, Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Além disso, as empresas podem usufruir de descontos em produtos e serviços de empresas parceiras à Federação”, destacou.

Marcia Losso, especialista de Desenvolvimento Setorial da Federação, informou também que a Federação está organizando a primeira edição de um encontro de negócios entre panificadores e fornecedores de embalagens, para incentivar a compra dentro do estado do Rio. O evento será realizado em setembro.

O seminário “Fermentação: Crescendo com Atitude” aconteceu em 23 de maio, na sede do RIO+PÃO.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida