Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Firjan / Qualidade de Vida

Casa Firjan debate impactos das realidades virtual e aumentada na sociedade

Mauricio Ogawa, gerente de Tecnologia Firjan, incentiva o estudo da tecnologia e sua utilização na sociedade

Mauricio Ogawa, gerente de Tecnologia Firjan, incentiva o estudo da tecnologia e sua utilização na sociedadeFoto: Paula Johas

02/10/19 13:40  -  Atualizado em  02/10/19 14:35

A Casa Firjan foi palco, em 01/10, de um debate entre especialistas sobre as principais características e tendências sobre Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (VA). O evento aconteceu dentro do ciclo de palestras Aquário. Foram discutidos, além dos impactos, aspectos como os efeitos que essas tecnologias geram no cérebro, a forma como estão sendo implementadas nas empresas e os desafios éticos.

Conforme define Francisco Almendra, cofundador da Studio KwO, a VR e a VA  têm o poder de nos colocar dentro de um cenário, fazendo do usuário protagonista do que ele está vendo. “O vídeo 360º graus, em programas de VR e VA, nos abre uma experiência que, geralmente, não teríamos acesso. É uma mídia poderosa para dar empatia. Sim, empatia, pois nos permite viver a situação e a sensação do outro”, descreve.

Em termos de simulação da realidade, a ideia de utilizar essas tecnologias é também bem vista em outras aplicações. “Elas nos permitem produzir simuladores para empresas sem risco de acidentes. Com VA em empresa de aviação, por exemplo, pode-se realizar treinamentos sem riscos aos colaboradores”, destacou Mauricio Ogawa, gerente de Tecnologia Firjan.

Alerta

Para Almendra, por outro lado, o brasileiro ainda não está 100% preparado biologicamente nem culturalmente para lidar com essa realidade. Segundo Ogawa, é preciso estar atento às infinitas aplicabilidades em comparação ao nosso despreparo em lidar com essas ferramentas.

“O objetivo da realidade mista, aquela em que não sabemos o que é real e o que é virtual, é, justamente, impedir que a gente saiba distinguir isso. Nós, brasileiros, precisamos estudar muito essa tecnologia e a utilização na sociedade”, comenta Ogawa ao abordar as tecnologias mais avançadas de programas de vídeo, capazes de realizar montagens quase indetectáveis.

Também participaram do debate Nelson Porto, cofundador da Studio KwO; e Liana Brazil e Russ Rive, cofundadores da Super Uber.

Confira a programação da Casa Firjan.

Confira as fotos

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida