Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Infraestrutura / Competitividade

Leilão do aeroporto de Macaé vai impulsionar atividades econômicas locais

15/03/19 16:18  -  Atualizado em  15/03/19 18:27

A Zurich Airport venceu o leilão de concessão dos aeroportos da região Sudeste, realizado nesta sexta-feira (15/03), na Bolsa de Valores de São Paulo. No lote, estava incluído o terminal de Macaé. 

"Trata-se de uma das principais empresas de logística aérea do mundo, e seus representantes já estiveram em Macaé. Nossa expectativa, a curto prazo, é que os voos comerciais sejam retomados o mais breve possível", declarou Evandro Cunha, coordenador da Comissão Municipal da Firjan em Macaé e diretor da Jevin Sistemas de Comunicação.

O aeroporto tem suas atividades ligadas principalmente ao apoio à exploração de petróleo em alto mar, recebendo diariamente helicópteros que transportam trabalhadores para as plataformas da Bacia de Campos. Com o fim da obra e a concessão, o terminal poderá receber voos comerciais regulares de empresas interessadas em operar na cidade. A expectativa é que, além da área offshore, o turismo da cidade também seja beneficiado.

“A longo prazo, esperamos que haja mais investimentos por parte da empresa vencedora, principalmente na construção de uma nova pista, que suporte a aterrissagem de aeronaves maiores”, disse Cunha. 

Para o coordenador de conteúdo estratégico da Gerência de Petróleo, Gás e Naval da Firjan, Thiago Valejo, a concessão é importante para a retomada da atividade na Bacia de Campos. “Com o resultado do leilão, a região pode se beneficiar do retorno das operações do aeroporto de Macaé, que deve impulsionar ainda mais a atividade econômica local”, afirmou.

Antigo pleito da Firjan

A revitalização do aeroporto de Macaé é um pleito antigo dos empresários da cidade e da Comissão Municipal da Firjan em Macaé, em conjunto com outras instituições empresariais, Infraero e políticos da região. Graças a essa mobilização, o aeroporto entrou na pauta do Ministério dos Transportes e teve o terminal de passageiros e a pista reformados. 

A empresa suíça venceu com a oferta de R$ 437 milhões, superando as outras quatro propostas, com ágio de 830% sobre o valor mínimo de R$ 46,9 milhões anunciado pelo governo federal, com base no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

No mesmo leilão, 10 outros aeroportos, divididos em blocos Nordeste e Centro-Oeste, também foram ofertados e arrematados. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), de forma geral o leilão superou a outorga estipulada pelo governo de R$ 2,1 bilhões. No total, os lances pelos três blocos somaram R$ 2,377 bilhões. O investimento previsto é de R$ 3,5 bilhões, no período de 30 anos.

Investimento de R$ 90 milhões

A inauguração das novas instalações do aeroporto de Macaé aconteceu em 12/03.  Segundo a Infraero, o complexo recebeu investimentos de aproximadamente R$ 90 milhões. Com a conclusão dos trabalhos, o novo terminal de passageiros passou a ter área de 10,2 mil m², quase 20 vezes maior que o espaço antigo, de 540 m². A capacidade de processamento de passageiros também foi ampliada para até 2,1 milhões por ano, seis vezes mais que anteriormente. Também foram realizadas a pavimentação dos acostamentos da pista e a implantação do sistema de drenagem, balizamento noturno e sinalização horizontal e vertical.

Leia também: Firjan destaca sucesso na aquisição do aeroporto de Macaé

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida