Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Firjan

Empresas que investem em gestão ambiental são premiadas

Empresas são premiadas por investirem em gestão ambiental e desenvolvimento sustentável

Empresas são premiadas por investirem em gestão ambiental e desenvolvimento sustentávelFoto: Renata Mello

02/06/16 10:46  -  Atualizado em  02/06/16 11:21

As empresas fluminenses que se destacam em gestão ambiental e desenvolvimento sustentável foram reconhecidas na 4º edição do Prêmio FIRJAN de Ação Ambiental – que divulga e valoriza ações sustentáveis para aprimoramento do processo produtivo e a implantação de projetos socioambientais que vão além das obrigações legais.

Na cerimônia, realizada nesta quarta-feira na sede da FIRJAN, foram premiadas as empresas Águas de Juturnaíba, Carbografite, Fernandes Maciel Construtora, Laboratórios B. Braun e Mel de Teresópolis. Além disso, a Braskem e a Hi-Tech receberam menções honrosas.

“O Prêmio FIRJAN de Ação Ambiental tem o objetivo maior de incentivar as boas práticas da indústria. O tema ambiental tem que ser repercutido com ações positivas, porque muitas vezes o enfoque maior é nas tragédias. As iniciativas sustentáveis geram grandes benefícios no longo prazo”, disse o diretor executivo de Operações do Sistema FIRJAN, Alexandre dos Reis.

ic_premio-acao-ambiental-alexandre-dos-reis_renata-mello.jpg
Alexandre dos Reis destacou as ações ambientais presentes no novo Mapa do Desenvolvimento | Foto: Renata Mello


O diretor aproveitou para lembrar as ações ambientais propostas pelo Mapa do Desenvolvimento (2016-2025), lançado pela Federação no último dia 30. O documento reúne medidas como a ampliação do acesso à rede de coleta e tratamento de esgoto, a destinação correta e o reaproveitamento de resíduos e a garantia de disponibilidade de água no Rio de Janeiro.

Reconhecimento

Na categoria Gestão de Gases de Efeito Estufa e Eficiência Energética o prêmio foi para os Laboratórios B. Braun. A empresa construiu um centro logístico em Guaxindiba, com arquitetura que aproveita ao máximo a luz solar e a ventilação natural. O projeto resultou em uma redução de 40% no consumo de energia em ambientes internos e de 35% em ambientes externos.

“É muito importante para nós ter esse reconhecimento, por mostrar que projetos de eficiência energética são viáveis e que é a coisa certa a se fazer”, declarou Claudio Carraro, diretor industrial da B. Braun.

ic_premio-acao-ambiental-laboratorio-bbraun_renata-mello.JPG
O Laboratório BBraun foi premiado na categoria Gestão de Gases de Efeito Estufa e Eficiência Energética | Foto: Renata Mello


Com um projeto de logística reversa aplicada à estação de tratamento de esgoto (ETE), a concessionária Águas de Juturnaíba conquistou a categoria Gestão de Resíduos Sólidos. Em um processo de pós-tratamento que dispensa a utilização de produtos químicos, a concessionária destina parte dos resíduos para um projeto socioambiental, no qual cooperativas os utilizam para produzir e vender artigos artesanais. Já a outra parte é destinada a uma planta de compostagem. Com isso, a empresa deixou de despejar 547 toneladas de resíduos em aterros, economizando R$ 390 mil.

O Projeto Água rendeu à Carbografite Equipamentos Industriais o prêmio na categoria Relação com Públicos de Interesse. A iniciativa promove a educação ambiental com crianças e membros da sociedade visando estimular o conceito de desenvolvimento sustentável. O projeto já alcançou 38 mil pessoas e possibilitou o plantio de 9 mil exemplares de árvores nativas, reflorestando 81 m² da Mata Atlântica.

O destaque de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos foi a Mel de Teresópolis Produtos Naturais e Apícolas. A empresa implementou um projeto que associa a produção apícola à preservação da mata atlântica, e por meio da produção de mel, própolis, cera e outros produtos utilizados nas áreas de saúde, nutrição, médica e industrial, contribuiu para a polinização de lavouras comerciais. Nesse processo, a companhia aumentou sua produção em 300%, com redução do desmatamento e fortalecimento da agricultura familiar.

Na categoria Gestão de Água e Efluentes se destacou a construtora Fernandes Maciel.  A empresa reduziu metade do consumo de água distribuída pela concessionária local ao implantar um sistema de aproveitamento pluvial e reuso de águas residuais em edifícios comerciais e residenciais.

Marcelo Barrozo, engenheiro da empresa, destaca a importância do Prêmio, concedido anualmente pela FIRJAN: “Temos trabalhado nesse projeto desde 2008. É importante que as empresas invistam em iniciativas sustentáveis; mesmo que não haja resultados imediatos, é o caminho que gera mais ganhos ao longo dos anos”.

ic_premio-acao-ambeintal-construtora-fernandes-maciel_renata-mello.JPG
A Construtora Fernandes Maciel foi premiada na categoria Gestão de Água e Efluentes | Foto: Renata Mello


Menção Honrosa

O prêmio também concedeu uma Menção Honrosa à Braskem Petroquímica por ter implementado um projeto para redução de gases de efeito estufa decorrentes da queima de propeno em flare (mecanismo de combustão em chama). A ação gerou reduziu em 47% a intensidade das emissões de gás carbônico.

Já a Menção Honrosa Regional foi para a Hi-Tech Química, do município de Levy Gasparian, que desenvolveu uma linha biossustentável inteligente, com lavagens que economizam recursos naturais e reduziu em 80% o uso de água em seus processos.


A entrega do Prêmio faz parte da programação do Seminário Ação Ambiental, realizado em 1º e 2 de junho, na sede da Federação. A programação do evento conta com debates sobre Economia Circular, Logística Reversa e Reciclagem.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida