Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Economia

Casa Firjan: entendendo as gerações Y e Z

Influenciadora digital, modelo e produtora de elenco, Aisha Mbikila representa a geração Z, tema de palestra na Casa Firjan

Influenciadora digital, modelo e produtora de elenco, Aisha Mbikila representa a geração Z, tema de palestra na Casa FirjanFoto: Paula Johas

20/02/19 14:17  -  Atualizado em  20/02/19 14:35

A influenciadora digital, modelo e produtora de elenco Aisha Mbikila, 21 anos, é uma das representantes da geração Z, aquela nascida entre 1995 e 2010. Junto à geração Y (nascidos entre 1980 e 1994), também conhecida como millennial, esse público está redefinindo o mercado de trabalho e os padrões de comportamento e de consumo da sociedade. Mas quais são as características e lições que podemos aprender com esses jovens?

Esse foi o debate, em 19/02, do Aquário, ciclo de palestras da Casa Firjan. Entre as conclusões do evento estão as de que são características das gerações Y e Z a dispensa de rótulos, a capacidade de assumir diversas funções no mercado de trabalho e a busca por mais comprometimento das marcas e organizações com que se relacionam.

Aisha é um bom exemplo. Há 5 anos, ela desenvolve seu trabalho na moda e nas artes performáticas, cênicas e audiovisuais. Representando a juventude negra, a militância é um fator que sempre permeou sua trajetória. “Um dos meus objetivos é trazer novas linguagens e expressões para as marcas e a mídia, destruindo estereótipos e reinventando padrões”, explicou.

Nascida em Brasília, ela sempre quis ser modelo. Mas quando, aos 17 anos, foi para São Paulo em busca de seu sonho, ouviu muitas negativas de trabalho por estar, teoricamente, fora do padrão. “Não aceitei isso e criei meu valor”. Hoje, ela é embaixadora da Nike e já trabalhou para marcas como Starbucks, São Paulo Fashion Week, Museu da Imagem e do Som, Vogue e Natura.

Geração Y e Z

“Quatro comportamentos principais definem esses jovens: a autenticidade e quebra de estereótipos; senso de comunidade com alto poder de mobilização; lógica do diálogo e da construção para atingir suas mudanças; além de serem muito realistas atrás de suas ambições”, declarou Luísa Bettio, diretora de Planejamento da Box 1824.

De acordo com ela, hoje 20% da população já faz parte da geração Z, que também é muito ansiosa e imediatista. “Um dos principais pontos é que eles mudaram a forma de consumo. Hoje, as marcas precisam ser mais transparentes para ter valor. Caso contrário, eles não compram e ainda fazem propaganda negativa”, reforçou.

 

ic_gera__o-Casa-Firjan-Lu_sa-Bettio_Paula-Johas.JPG
Luísa Bettio, diretora de Planejamento da Box 1824, falou sobre os comportamentos das gerações | Foto: Paula Johas

 

Para Luísa, essa geração tem muita semelhança com os millennials. “Foi a geração Y a primeira a trazer a busca individual pela felicidade em pauta. Agora, o trabalho deve ter propósito”, explicou.

Liderança

Para Pedro Salomão, fundador da Rádio Ibiza e autor de LYdereZ, não faz sentido rotular essas gerações como "gerações perdidas", como algumas empresas acreditam. Segundo ele, é possível desenvolver com esses jovens habilidades essenciais para a liderança, como confiança, incentivo ao outro, dialogo, admiração do próximo, reconhecimento, humanização das relações e tolerância.

 

ic_gera__o-Casa-Firjan-Pedro-Salomao_Paula-Johas.jpg
 Pedro Salomão, fundador da Rádio Ibiza, diz não fazer sentido rotular essas gerações como "perdidas"  | Foto: Paula Johas

 

“Eles quebraram a lógica de trabalhar uma vida inteira, economizar dinheiro e só ser feliz depois de se aposentar. Agora, eles nos mostraram que a felicidade deve ser experimental, que eles devem poder escolher, ter mais flexibilidade. Isso mudou a sociedade como um todo”, explicou.  “Eles têm muito a agregar, temos muito o que aprender com eles”, concluiu.

Na próxima terça-feira, o tema do Aquário, da Casa Firjan, será "Como empreender no Carnaval". O ciclo de palestras traz temas importantes para a nova economia e apresenta soluções inovadoras que geram impacto na realidade das pessoas e das empresas. 

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida